Ele é antes de mim

João Batista declara em João 1:15, 30: “… Este é o de quem eu disse: o que vem depois de mim tem, contudo, a primazia, porquanto já existia antes de mim”.

É este a favor de quem eu disse: após mim vem um varão que tem a primazia, porque já existia antes de mim”.

O significado pode mudar drasticamente se atentarmos para a redação dos mesmos textos, mas em outras versões.

Verso 15: “João testificou dele, e clamou, dizendo: Este era aquele de quem eu dizia: O que vem após mim é antes de mim, porque foi primeiro do que eu”.

Verso 30: “Este é aquele do qual eu disse: Após mim vem um homem que é antes de mim, porque foi primeiro do que eu”.

O evangelista Marcos dentro do mesmo contexto coloca o versículo da seguinte forma,

“E pregava, dizendo: Após mim vem aquele que é mais poderoso do que eu, do qual não sou digno de, curvando-me, desatar-lhe as correias das sandálias”, Marcos 1:7.

Note o leitor que João simplesmente estava querendo dizer que, “o que vem depois de mim é [superiorantes de mim”.

O significado é óbvio: Jesus tem um maior grau de autoridade no reino de Deus do que João Batista. E, há também aqui outro problema a ser resolvido se atentamos para algumas traduções tendenciosas. Essas traduções registram João Batista “afirmando” que Jesus já existia antes dele. Uma vez que João Batista nasceu seis meses antes que Jesus  (Lc 1:24-31), esta cláusula independente exigiria a preexistência do mestre. No entanto, o AV, RSV e NVI traduzem esta segunda cláusula diferente:

ele foi antes de mim”. Esta tradução não é sobre a preexistência, mas representa uma reiteração da cláusula primeira, isto é, que Jesus supera João Batista. Por isso João disse em outro verso,

Importa que Ele cresça e que eu diminua”, João 3:30.

Deus seja louvado

 

 

 

Anúncios