“Deus bendito eternamente”

DeusA tradução da NVI verte a passagem como segue,

“… o povo de Israel. Deles é a adoção de filhos; deles é a glória divina, as alianças, a concessão da lei, a adoração no templo e as promessas. Deles são os patriarcas, e a partir deles se traça a linhagem humana de Cristo, que é Deus acima de tudo, bendito para sempre! Amém”, Romanos 9:4, 5.

Isso é tudo que a Ortodoxia Cristã Convencional amparada pelo Catolicismo Romano e os Trinitarianos desejam ardentemente: Essa tradução totalmente comprometida e suspeita. Eu jamais vi, de todas as adulterações das Escrituras, uma mais horrível do que a apresentada nessa tradução da NVI. Atente para esta versão mais próxima do original: “de quem são os patriarcas; e de quem descende o Cristo segundo a carne, o qual é sobre todas as coisas, Deus bendito eternamente. Amém”.

O contexto das Escrituras exige que tratemos estas palavras como uma doxologia independente [louvor a Deus]. Ou seja, o entendimento da passagem aqui em discussão pode ser norteado pelas palavras do mesmo Apóstolo em Romanos 1:25, que diz: “Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém”. Observem que a terminologia é bem semelhante e invoca um louvor a Deus no final da sentença. Podemos ver construção similar em 2 Coríntios 11:31, “O Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que é eternamente bendito, sabe que não minto”.

Assim, Cristo não seria equiparado absolutamente com Deus em Romanos 9:5. Na verdade, o que o texto quer mostrar – no final da frase – é uma atribuição de majestade ao próprio Deus, um louvor, uma doxologia [elogios] dirigidos ao Pai. Portanto, a redação correta do texto pode ficar dessa forma:Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, [seja] Deus bendito eternamente. Amém”.

Romanos 9: 5 deve ser interpretado como tendo duas declarações diferentes sobre dois assuntos diferentes (1 – Jesus veio à terra como um israelita, e, 2 – Bendito seja Deus que está acima de tudo), que é certamente o significado pretendido por Paulo.

Agora, compare o tipo de construção textual visto em Romanos 9:5 com as seguintes passagens:

“Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém”, Rom 1:25.

“Ao único Deus, sábio, seja dada glória por Jesus Cristo para todo o sempre. Amém”, Rom 16:27.

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação”, 2 Cor 1:3.

“O Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que é eternamente bendito, sabe que não minto” 2 Cor 11:31.

“Graça e paz da parte de Deus Pai e do nosso Senhor Jesus Cristo, o qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de Deus nosso Pai, ao qual seja dada glória para todo o sempre. Amém”, Gal 1:3-5.

Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo”, Ef 1:3.

“Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer nele para a vida eterna. Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. Amém”, 1 Timóteo 1:16, 17.

Observe como a tradução de Romanos 9: 5 se harmoniza perfeitamente com o restante dos versículos bíblicos citados acima, enquanto a tradução trinitária não. Cada ocorrência da palavra grega eulogetes (“bendito seja”) no Novo Testamento é uma referência direta a Deus Pai. Os apologistas trinitárianos querem nos fazer crer que Romanos 9: 5 deve ser uma exceção.

A frase parece ser uma alusão ao Salmo 41:13: “Bendito seja o SENHOR, Deus de Israel, de eternidade a eternidade. Amém e amém“.

O Contexto

Paulo recorda as honras espirituais dadas a Israel: a filiação, o [Shekinah] glória, as alianças, a legislação, o culto do templo, as promessas, os patriarcas e o próprio Messias saiu deles na carne. Ele, então, termina com uma atribuição grata de louvor a Deus por tudo que Ele tem feito por Israel e uma dessas coisas foi a semente prometida do Messias através de Israel segundo a carne.

Observem que Paulo está aqui descrevendo Israel “segundo a carne” antes de Cristo morrer na carne para eles e subir em Espírito. E esta é a razão pela qual ele enfatiza a descida do Messias a partir de Israel segundo a carne (ver também 1: 3-4). Jesus é a semente prometida de Abraão e Davi, e Paulo está prestes a discutir a semente prometida nos versos que se seguem. Em Gálatas ele afirma explicitamente que a semente era Cristo. E Paulo conclui expressando louvor em direção a Deus pelo que ele tem feito por eles e por meio deles. O Cristo veio deles na carne e Deus seja louvado por dar a Israel esse privilégio.

Um estudioso trinitáriano, John L. McKenzie, também admite:

“O uso normal de Paulo é para restringir o substantivo [‘Deus’] e designar o Pai (cf. 1 Co 8: 6), e em Rm 9: 5 é muito provável que as palavras finais são uma doxologia, Bendito seja o Deus que está acima de tudo.”- p. 318, Dicionário da Bíblia de 1979 impressão de Bíblias, Macmillan Publ.

A New American Bible (NAB), edição de 1991, diz – “A partir dos israelitas, segundo a carne, é o Messias de Deus, que está acima de tudo e seja abençoado para sempre, Amém“.

New Inglês Bible (NEB), 1961 Ed. “… A partir deles surgiu o Messias, Que Deus, supremo, acima de tudo, seja bendito para sempre.”

Revised Inglês Bible (REB), 1989 ed. – “… A partir deles por descendência natural, veio o Messias, Que Deus, supremo, acima de tudo, seja bendito para sempre.”

American Translation (AT), 1975 impressão – “… deles fisicamente Cristo veio, Deus, que está acima de tudo seja bendito para sempre!”

Today Inglês Version (TEV), 1976 ed. – “Cristo, como um ser humano, pertence à sua raça, Que Deus, que governa todas as coisas, seja louvado para sempre.”

A Bíblia Viva (LB) – “… Cristo foi um de vocês… um que agora governa sobre todas as coisas, Deus seja louvado para sempre.” – Tyndale House Publishers, 1971.

A Bíblia, uma nova tradução, (Mo) pelo Dr. James Moffatt, 1954 – “A partir dos israelitas, em descendência natural veio o Cristo, eternamente bendito seja o Deus que é sobre todos. Amém”.

New Life Version (NLV) – “o próprio Cristo nasceu da carne desta família, e Ele é sobre todas as coisas, Deus seja honrado e agradecido para sempre”.  Victor Books, 1993.

Alonso Schökel, católico romano, assim verte os versos: “São israelitas, adotados como filhos de Deus, têm sua presença, as alianças, as leis, o culto, as promessas, os patriarcas; de sua linhagem segunda a carne descende o Messias. Seja para sempre bendito o Deus que está acima de Tudo. Amém”.

A Deus toda Glória

Fontes

Trinity Delusion, Romans 9:5 commentary

Examining the Trinity in Romans 9:5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s